Entrevista: Willian “Baby Face” Silva

Atleta do Team Leader Nutrition concede entrevista sobre a sua trajetória de atleta.


LN: No dia 27/02 você fará o embate mais duro de sua carreira em solo americano e com isso ficará cada vez mais próximo de colocar as mãos em seu sonho, o título Mundial de boxe categoria peso leve. O que essa luta representa para você e como está se sentindo?

WS: Essa luta significa a realização de um grande sonho, não só meu como de toda a minha família e também de muitos brasileiros. Se eu conseguir realizar esse feito, serei só o quinto brasileiro a conseguir isso.

Eu estou me sentindo muito motivado e bem confiante. Tenho consciência que é uma luta dura e que enfrentarei um adversário de primeira linha, invicto de 19 lutas. Sei das qualidades dele, mas sei das minhas também e estou me sentindo confiante. Se Deus quiser, vou trazer a vitória para o Brasil.

LN: Conte-nos um pouco sobre a sua trajetória.

WS: Minha trajetória no boxe começou aos 8 anos de idade. O meu pai treinava alguns atletas na zona sul e enquanto isso ficava fazendo barulho no saco, correndo de um lado para o outro e ao mesmo tempo, pegando gosto por isso. O Boxe já vem de família. O meu pai foi lutador e acabei seguindo os seus passos.

Eu iniciei minha carreira aos 12 anos de idade. Nesse momento comecei a treinar para lutar e vi que era isso mesmo que queria. Fui campeão infantil no primeiro torneio que participei na minha vida e no segundo também. No terceiro campeonato, já fui atleta na seleção brasileira e por isso de certa forma, as coisas aconteceram muito rápidas e Graças a Deus, consegui chegar até aqui. Hoje tenho 23 lutas invictas e fui campeão latino duas vezes. Se Deus quiser, serei o campeão do mundo, pois esse é o grande foco. Treinei minha vida inteira para ser campeão mundial.

LN: Quais as maiores dificuldades enfrentadas no início? Tinha algum patrocínio?

WS: Falar de patrocínio aqui no Brasil é um pouco complicado. Geralmente os patrocinadores dificilmente querem apoiar um atleta que está começando, porque não sabem onde o atleta pode vir a chegar. Eles querem mais ajudar quando o atleta já está no topo, já podendo divulgar a marca deles.

No começo foi difícil, bem difícil. O meu pai, o Aluísio, foi quem sempre me ajudou. Se não fosse por ele eu não estaria hoje aqui.

LN: Quando você percebeu que poderia realmente seguir uma carreira profissional?

WS: Foi logo que eu entrei para a seleção brasileira, sendo o maior atleta do meu país. Fui campeão latino sul americano juvenil aos 17 anos e treinando com atletas de alto nível também, vi que poderia ir muito além do meu antigo sonho, que era ser medalhista olímpico. Eu me profissionalizei antes de ir para uma Olimpíada e lá abandonei um sonho para correr atrás de outro, que é ser campeão do mundo. Esse é o meu foco, sempre foi e eu vou chegar lá.

LN: Quais as qualidades mais importantes para ser um boxeador de sucesso?

WS: Você tem que ser muito dedicado. Tem que em primeiro lugar, saber abrir mão de muitas coisas. Tem que abrir mão de amigos, de baladas, de mulheres, noitadas, tudo isso. Em segundo lugar tem que ser muito dedicado, pois o boxe é um esporte que de certa forma, mesmo ele tendo muita gente por trás de você, é um esporte solitário. Você não depende de ninguém para o sucesso. Você depende de você mesmo, como por exemplo, se tiver que correr 12 km, terá que correr os 12 km, pois ninguém vai poder correr por você. Não é igual a um jogador de futebol, que se você não estiver bem e não puder correr, tem mais 10 jogadores que podem correr por você. Portanto tem que saber abrir mão, ser dedicado, determinado e sonhar....sonhar não custa nada. Tem que saber sonhar, ter metas e buscar o aprendizado para conseguir chegar onde deseja.

William Silva x Adam Mate

LN: Como e quando começou a ser patrocinado pela Leader Nutrition?

WS: Há mais ou menos oito meses atrás minha nutricionista esportiva, a Dra. Priscila, entrou em contato com o Rui, o diretor comercial da Leader que de cara, já se interessou pela minha história de atleta, de carreira e acreditou em mim e no meu sonho. A partir do momento que fizemos essa parceria, esse sonho já não era mais só meu, da minha família e do meu pai e sim um sonho coletivo.

A Leader abraçou a causa comigo, fornecendo todo o apoio que eu preciso na parte nutricional, e não só nessa parte, mas também na amizade. Estou sempre conversando com todo o pessoal da empresa e me sinto mais completo com a Leader me ajudando.

LN: Já tinha tomado regularmente algum outro suplemento anteriormente?

WS: Não, principalmente por não ter condições financeiras para isso. Nunca tinha tomado e Graças a Deus estou tomando e agora me sentindo muito bem.

Já tinha experimentado, mas não tomado regularmente. Quando tinha luta eu tomava. Comprava um pote de Whey e tomava, mas nós sabemos que para ter resultado, não adianta você tomar um dia e vinte não. Você tem que manter toda uma base, pois suplementação é igual a um treino, você tem que fazer uma base antes e ir completando depois.

LN: Quais os produtos que você toma atualmente?

WS: Eu tomo Whey, Creatina, BCAA, Dextrose, Glutamina. Tomo toda a suplementação que um atleta de alto nível toma e foi prescrita pela minha nutricionista.

LN: Como tem percebido o resultado da suplementação no seu desempenho como atleta?

WS: Eu diria que melhorou 100%, na parte de resistência, força. Já não sinto mais aquela fadiga no corpo, aquele cansaço de antes. Tipo eu termino um treino e já tô pronto para treinar outro. Sinto-me mais forte fisicamente e você estando bem fisicamente, seu psicológico também funciona melhor. Você acaba confiando melhor no seu corpo e vai superando melhor os limites.

A parte de suplementação também tem me ajudado muito a bater o peso de luta, que é uma grande batalha para nós lutadores. Eu mesmo tiro de 13 a 14 kg por luta e tomando esse suplemento eu tô conseguindo tirar esse peso com qualidade. Não estou me sentindo fraco, termino os treinamentos com disposição e aí consigo descansar bem, dormir, que antes era uma coisa que não conseguia fazer direito por conta de ter que tirar peso. Além disso, me recupero bem também.

LN: O que o esporte representa para a sua vida?

WS: O esporte para mim representa tudo. Foi o que mudou a minha vida, mudou a vida da minha família, me levou onde eu nunca nem imaginava ir.

Quando eu era pequeno eu tinha um sonho de ser jogador de futebol, mas aí tive uma lesão na perna e não pude mais jogar. O meu pai vendo ali toda a minha tristeza por não poder ser mais um jogador me disse: ”vou te ensinar uma coisa que você vai conseguir ir muito mais longe que um jogador de futebol consegue ir” e realmente, onde eu estou hoje, não é todo jogador de futebol que consegue ir não.

LN: Que mensagem você gostaria de dar para os boxeadores iniciantes e para o povo brasileiro nesse momento?

WS: Primeiramente quero agradecer a Deus, pois tudo o que eu pedi ele me retribuiu e até em dobro. Por isso tenham fé, corram atrás do sonho de vocês e sonhem, sonhem... que sonhar, não custa nada. Busquem o aprendizado para vocês poderem realizar esse sonho. Se vocês sonharem, buscarem o aprendizado correto e se dedicarem, vocês podem realizar o sonho que vocês quiserem.

Povo brasileiro, gostaria de deixar um abraço e agradecer pelo apoio e por todas as mensagens que venho recebendo, não só hoje, mas nesses mais de 10 anos de carreira.

Comentários